Operação Tamoio II: Proprietário que teve veículo clonado expõe o original ao lado do “cabrito”, na UOP PRF de Pedrinhas, em São Luís

Uma imagem no mínimo curiosa na Unidade Operacional metropolitana da PRF em São Luís. Dois automóveis Honda Civic da mesma cor e com a mesma placa em exposição lado a lado. A imagem atraiu a curiosidade de quem passava pelo local. E isto só foi possível após abordagem e descoberta de uma fraude que não tão incomum no país, a clonagem de veículo.

A abordagem ocorreu por volta das 07:30 da manhã de sexta-feira, dia 26 de junho de 2020, no km 14 da BR-135, na capital maranhense. Os policiais da PRF realizavam abordagens quando deram ordem de parada para um veiculo modelo Honda Civic, de cor prata, placa de São Luís. Eles solicitaram ao condutor a habilitação e a documentação do veículo. O rapaz informou que não possuía habilitação e que o veículo estaria apenas com licenciamento relativo ao ano de 2014. Ocorre que em consulta ao referido veículo evidenciou-se que na base nacional de dados do DENATRAN e do DETRAN-MA constatou-se que o ultimo licenciamento do veículo nas referidas bases é relativo ao ano de 2019. Em virtude do conflito de informação prestada pelo condutor e a verificação nas bases de dados supramencionadas a equipe resolveu proceder a identificação do veículo.

Durante o procedimento restou comprovado que os elementos de identificação estavam adulterados. No momento da abordagem, o autor se identificou como eletricista de automóveis e proprietário de uma oficina auto-elétrica localizada às margens da BR-135, no município de Itapecuru Mirim/MA.

O verdadeiro proprietário da placa se deslocou no veículo original, de Bacabeira/MA até a capital, para ver o veículo clonado. Os dois automóveis, o original e o “cabrito”, com as mesmas características e mesma placa foram colocados um ao lado do outro para fins de comparação.

O envolvido foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil acusado pelo crime de receptação.

Crime na Lagoa da Jansen

Neste mês de junho, no circuito da Lagoa da Jansen, em São Luís, um crime chamou bastante a atenção dos maranhenses, quando um jovem de família tradicional de São Luís foi assassinado com um tiro no pescoço após desentendimento no trânsito. A placa do veículo utilizado pelo assassino foi identificada e um rapaz foi preso acusado pelo crime de homicídio. Dias depois, restou comprovado que o rapaz era inocente e o veículo utilizado pelo criminoso era um clone que utilizava a placa do carro do rapaz preso injustamente. O verdadeiro assassino foi preso e confessou o homicídio.

Clonagem não é um crime tão raro

No Maranhão, todo ano a PRF apreende entre 150 e 250 veículos clonados no estado. As apreensões acontecem nas rodovias, em estadas vicinais e dentro das cidades.

O cabrito ou clone é geralmente um veículo roubado ou furtado cujas placas são trocadas e substituídas por placas de outro veículo regular, muitas vezes escolhido sem muito critério.

emergência ligue 191

Polícia Rodoviária Federal
Sistema de comunicação social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: