Polícia Civil apreende 52 tabletes de drogas, cumpre mandados de prisão e coleta documentos com o núcleo financeiro de uma facção criminosa

A Polícia Civil do Maranhão, em ação conjunta das Superintendência Estadual de Investigações Criminais, SEIC e Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico, SENARC, realizou nas últimas horas a segunda fase da Operação Tiro Certo, a qual tinha como principal finalidade cumprir mandados de prisão e busca e apreensão de integrantes de uma facção criminosa, responsáveis pela movimentação financeira e patrimonial do grupo.

Foram cumpridos mandados de prisão em desfavor de Robson Martins Dominici Júnior, Danielson Mendes Serra, Aline Santos Silva, e dos custodiados Walderley Moraes e Pedro André de Sousa Ribeiro. Nas casas dos faccionados foram apreendidas uma vasta documentação, escrituras públicas de imóveis, cadernetas com movimentações financeiras, cadernetas indicativas de comercialização de entorpecentes, bem como dispositivos eletrônicos e o valor de R$ 4.580,00 (quatro mil, quinhentos e oitenta reais), em espécie. Contas bancárias da facção foram bloqueadas, e estima-se que nos últimos meses o grupo criminoso tenha movimentado um valor superior a R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais).

Foi ainda autuado em flagrante, por posse de arma de fogo de uso permitido, João Soares Santos. Paralelamente, as equipes policiais, de posse da informação, colhida no curso da investigação, que a facção havia investido o valor aproximado de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais) em entorpecentes, os quais estariam sendo transportados para São Luís, abordou as margens da BR 135, nas proximidades do Povoado São Francisco, município de Itapecuru/MA, um veículo onde foram encontrados 52 (cinquenta e dois) tabletes de drogas (crack e maconha), na posse de Larissa Rafaela Almeida dos Santos e Jackson Nabate Santos, os quais form autuados por tráfico de drogas e associação para fins de tráfico.

A investigação foi iniciada em outubro de 2018, tendo a primeira fase da Operação Tiro Certo sido deflagrada em abril do corrente ano, quando foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão, também de integrantes da facção criminosa responsáveis núcleo financeiro.

Após os cumprimentos dos mandados e das lavraturas dos autos de prisão em flagrante, todos os presos foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde permanecerão a disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: