O MENINO E O MACACO

Por Erivelton Lago – Advogado – Presidente da ABRACRIM

O macaco falou para o menino que o corpo do homem não é tão bem capacitado quanto o dele e de outros animais do mar, do ar ou da floresta. Ele falou o seguinte para o menino: muitos de nós animais temos um couro peludo. Veja o urso, ele consegue manter o calor corporal em um ambiente congelado. Vocês humanos não são excepcionalmente adaptados como alguns de nós quando se trata de autodefesa e `caça. Vocês humanos não correm como uma lebre ou como um avestruz. Vocês humanos não têm a coloração protetora do tigre. Vocês não têm a armadura protetora da ostra, da lagosta ou da tartaruga. Vocês humanos não têm asas para voar e nem poder para localizar mais facilmente uma caça como tem a cobra e o gavião. Vocês não têm bico, não tem garras poderosas como a águia. Vocês humanos não vivem no fundo do mar ou do rio. Então o menino respondeu ao macaco: vocês animais não raciocinam, vocês não pensam. Vocês animais não se ajustam a um número maior do que nós aos vários tipos de ambientes da terra. Nós humanos derrotamos qualquer leão, urso ou lebre. Nós controlamos o fogo, fazemos casas, roupas para nos adaptar e viver em qualquer parte da terra, desde os polos até o equador. Com nossos carros superamos qualquer lebre ou avestruz. Com nossos aviões e foguetes podemos subir mais alto do que qualquer ave existente. Com nossos telescópios podemos ver melhor do que águias e gaviões. Com nossas armas de fogo podemos abater animais que nenhum tigre ousaria atacar. Com nossos submarinos passamos vários dias no fundo do mar. Porém, disse o macaco ao menino: tudo bem, mas fogo, roupas, casas, trens, telescópios e armas não fazem parte do corpo de vocês homens. Esses instrumentos vocês não têm biologicamente, mas nós temos. Nós animais olhamos e sentimos milhares de coisas que vocês não ousariam ver ou sentir. Alguns de nós podemos viver a vida inteira no fundo de um rio sem usar qualquer aparelho estranho ao nosso corpo. Então o menino disse ao macaco: certo, macaco, não temos dotes corporais como o urso, a águia ou o peixe, mas temos cérebro e um maravilhoso e complexo sistema nervoso suficiente para modificar a natureza. Nós humanos somos capazes de, individualmente e como espécie, romper com boa parte do passado, questionar o presente, criar a novidade futura e proteger todas as florestas do mundo. Então o macaco perguntou: então, se vocês têm toda essa capacidade, por que vocês destroem a Amazônia todos os dias e deixaram morrer outras florestas? Respondeu o menino: Isso eu não sei, vou perguntar para o meu pai. Então o menino chegou em casa e perguntou: pai, por que o homem destrói a Amazônia e deixou morrer as outras florestas? O pai respondeu o seguinte: de onde você tirou essa ideia? Respondeu o menino: foi o macaco que me perguntou. Respondeu o pai: ora, filho, macacos não falam, mas se realmente você conversou com ele, acredite no que ele falou, pois eu também não sei. Moral da história: quando você não souber responder às perguntas fáceis, pergunte à natureza, pois as perguntas difíceis qualquer menino responde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: