Hospital da Mulher recebe certificação internacional

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior segue conquistando avanços na área da saúde. Na última semana, o Hospital da Mulher, unidade de saúde da Prefeitura de São Luís, recebeu a certificação da Patient Safety Movement Foundation (PSMF), organização internacional que está trabalhando para alcançar a meta de, em unidades de saúde do mundo todo, erradicar as mortes evitáveis até 2020. A certificação foi concedida por conta do registro de zero mortes evitáveis no Hospital da Mulher no período de um ano, entre 2017 e 2018, e é resultado de investimentos na área da segurança do paciente.

A conquista é fruto das ações que vêm sendo colocadas em prática desde o início da gestão do prefeito Edivaldo visando garantir um atendimento mais ágil e de qualidade à população. Ao falar sobre a certificação o prefeito reafirmou o compromisso de continuar trabalhando para garantir um sistema de saúde cada dia melhor para a população. “A saúde é um dos bens mais valiosos e temos trabalhando para melhorar a nossa rede e garantir um serviço de qualidade para a população. Essas melhorias passam pela restruturação física, aquisição de novos equipamento, ampliação da oferta de serviço e um equipe qualificada e comprometida como a que temos hoje. O Hospital da Mulher vem contabilizando muitos avanços o que nos motiva a continuar trabalhando e buscando o melhor para aqueles que procuram as nossas unidades de saúde”, disse o prefeito Edivaldo.

Outros investimentos da gestão municipal têm contribuído para que o Hospital da Mulher seja referência em atendimento. No início da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, o Hospital da Mulher funcionava apenas como ambulatório. Com o trabalho de reestruturação realizado pela Prefeitura na unidade de saúde, desde 2016 o hospital passou a ser considerado, pelo Ministério da Saúde (MS), como referência de assistência em alta complexidade na especialidade médica de neurocirurgia.

Em 2017, o Hospital da Mulher foi uma das cinco entidades de saúde do país agraciadas com o Prêmio Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher, por reconhecimento ao trabalho prestado no sentido de promover saúde de qualidade à população, sobretudo às mulheres.

A unidade de saúde também passou por reformas estruturais, além da qualificação dos serviços voltados para a saúde da mulher. O hospital teve ampliado o número de leitos de internação de 24 para 50. Houve ainda a implantação de 10 leitos de UTI e de serviços de diagnóstico por imagem, como tomografia computadorizada, raio x e ultrassom. Eletroneuromiografia, biópsias, punção de mama e de tireóide, retirada de nódulos benignos também estão na lista de serviços oferecidos às pacientes da unidade.

A unidade de saúde passou a oferecer, ainda, procedimentos inéditos como a cirurgia endoscópica de coluna, indicada principalmente para pacientes com hérnia de disco e a terceiro-ventriculostomia endoscópica, um procedimento cirúrgico realizado para aliviar o acúmulo de pressão de líquido no cérebro.

Atualmente, o Hospital da Mulher participa do projeto de Reestruturação de Hospitais Públicos (RHP), viabilizado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), do Ministério da Saúde. O projeto, com duração de dois anos, tem como objetivo o desenvolvimento de melhores práticas, processos e gestão para a promoção da qualidade e segurança do paciente no ambiente hospitalar, contribuindo para a melhoria dos desfechos clínicos.

Foto: A. Baeta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: