Em São Luís, Yglésio vai ampliar o acesso à educação de crianças na primeira infância

No dia do professor, o candidato a prefeito de São Luís, Yglésio Moyses (PROS), apresentou em seu plano de governo uma de suas propostas para a educação: a universalização da matrícula.

Segundo o candidato, “é preciso fomentar a estruturação de um cenário educacional que proporcione o acesso dessas crianças, principalmente as mais vulneráveis, à educação, melhorando o que já temos, construindo o que falta, como as creches, por exemplo”, explicou.

O programa não se limita à ‘matrícula’ propriamente dita, conforme ponderou Yglésio. “A prefeitura vai proporcionar escolas bem estruturas, reciclando professores, fazendo parcerias com instituições comunitárias e aplicando um plano com metas e estratégias para chegarmos à qualidade que nossas crianças precisam”, disse o candidato.

Para ele, ‘universalizar a matricula, é dar uma estrutura escolar capaz de receber o aluno e proporcionar um ensino-aprendizado eficiente que, por meio de estratégias pedagógicas planejadas, numa estrutura escolar ideal, alcance bons resultados, fazendo com que o aluno da escola pública cresça adquirindo conhecimentos que o deixe no mesmo nível competitivo daqueles que utilizam as estruturas particulares de ensino.

A proposta de Yglésio e seu vice Dr. Mauro Cesar é parte de um plano de educação pensado em um cenário pós-pandemia. “É necessário recuperar o ano letivo de 2020, diretamente afetado pela mudança brusca de rotina tanto dos alunos, como dos professores e demais membros da educação municipal. Por isso, pensar na educação pós-pandemia é e será importante principalmente para o futuro de cada criança, de cada jovem afetado com o atraso que a covid-19 causou em termos educacionais”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: