Delegados Rodrigo Sá e Roberto Costa, explicam durante entrevista, como funcionava o esquema criminoso que desviou R$ 38 milhões da saúde e da educação em Pinheiro/MA

Polícia Federal apresentou na manhã desta quarta-feira, 12/01/2022, na Superintendência da Polícia Federal o resultado da Operação Irmandade que foi deflagrada nas cidades de São Luís/MA, Pinheiro/MA e Palmeirândia/MA, com a finalidade de desarticular organização criminosa estruturada que segundo investigação da PF estaria promovendo fraudes licitatórias, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro no âmbito do Município de Pinheiro/MA, envolvendo verbas federais do Fundo Nacional de Saúde e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica. A investigação se concentra nos Pregões 030/2018 e 016/2020, que custaram cerca de R$ 38 milhões aos cofres públicos, e deram origem a contratos firmados com empresas pertencentes aos membros da organização criminosa.

A Polícia Federal cumpriu 11 (onze) mandados de busca e apreensão, 10 (dez) mandados de sequestro de valores, além de ordens de suspensão do exercício da função pública, proibições de acessar ou frequentar a prefeitura, de manter contato com os outros investigados e de ausentar-se da comarca de sua residência durante a investigação. Ao todo 60 (sessenta) policiais federais cumpriram as determinações judiciais expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que decorreram de uma representação elaborada pela Polícia Federal.

Também por pedido da Polícia Federal, com o aval da Procuradoria Geral da República e atendido pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região foi comunicado ao gestor e ao presidente da Câmara de Pinheiro, o afastamento do prefeito Luciano Genésio por tempo indeterminado.

Segundo as investigações da PF, as empresas que estavam oferecendo serviços a Prefeitura de Pinheiro seriam ligadas a Luciano Genésio e alguns de seus familiares, principalmente o seu irmão, Lúcio André Genésio. O delegado descartou, neste momento, pedidos de prisão.

Durante entrevista coletiva, nesta quarta-feira (12), na sede da Superintendência da Polícia Federal os delegados Rodrigo Sá (Delegado Regional Executivo) e Roberto Costa, deram detalhes da operação.

Ouça

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: