Programa do Ministério da Justiça e Segurança Pública registra apreensão recorde de cocaína em 2021

Coordenado pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), o Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas (VIGIA) do Ministério da Justiça e Segurança Pública registrou apreensão recorde de cocaína em 2021, um aumento de 125% se comparado ao ano anterior. Já em relação a 2019, o crescimento chega a 800%.

Ao todo, mais de 18 toneladas foram confiscadas, gerando um prejuízo de R$ 620 milhões aos criminosos. Já em 2020, o prejuízo foi de R$ 200 milhões, com a apreensão de oito toneladas de cocaína. A região Centro-Oeste foi a com mais registros, cerca de 12 toneladas. Em Mato Grosso, de uma única vez, foi interceptada uma carga com uma tonelada da droga.

“O governo Bolsonaro tem combatido de forma incessante as organizações criminosas em todo o país, com ações integradas das forças policiais na descapitalização e repressão do crime organizado”, destaca o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

Programa VIGIA

O VIGIA e está presente em 14 estados: Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Acre, Rondônia, Tocantins, Goiás, Roraima, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pará, Amapá, Rio Grande do Norte.

Em 2021, foram mais de R$ 2 bilhões de prejuízo aos criminosos, com apreensão de mais de 560 toneladas de drogas, 36 milhões de maços de cigarros, além de embarcações, veículos e outros produtos oriundos do contrabando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: