Praça das Mercês é novo cartão-postal do Centro Histórico de São Luís

O prefeito Edivaldo Holanda Junior, o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) no Maranhão, Maurício Itapary, e o gerente de Implantação de Projetos da Vale, Felipe Asfora, inauguraram, nesta terça-feira (22), o mais novo cartão-postal de São Luís: a Praça das Mercês. O logradouro foi construído em local abandonado no Centro Histórico que agora conta com área para descanso e contemplação, equipamentos para a prática de atividades físicas, área para apresentações artísticas e culturais, entre outros que contribuem para o fortalecimento das políticas de revitalização e reocupação da região. Resultado de uma parceria entre a Prefeitura de São Luís, o Governo Federal, por meio do IPHAN, e a empresa Vale, o espaço soma-se às diversas obras executadas pelo prefeito Edivaldo na região central da cidade que estão enriquecendo ainda mais o título de Patrimônio Cultural Mundial.

Durante a entrega da Praça das Mercês o prefeito Edivaldo destacou a importância do novo espaço. “Estamos felizes por entregar mais uma área de lazer para embelezar e continuar trazendo as famílias da nossa cidade para o Centro, que ganhou nova cara em nossa gestão. É uma parceria importante da Prefeitura com a Vale e com o IPHAN, com quem já temos um importante trabalho realizado na recuperação do nosso patrimônio histórico. Mais um grande equipamento público onde as famílias da nossa cidade poderão ter momentos de lazer, confraternização e prática esportiva. Além disso, é mais um cartão-postal para os turistas que visitarem nossa cidade”, disse o prefeito acrescentando que a obra, assim como a recuperação da Praça da Misericórdia, o Largo de São João, a Praça João Lisboa e o Largo do Carmo entre tantas outras que já entregou por meio do programa São Luís em Obras, da Prefeitura, contribui para a preservação do patrimônio histórico, artístico e cultural. da cidade.

Acompanharam a inauguração da praça a primeira-dama, Camila Holanda; o vice-prefeito, Julio Pinheiro; o presidente da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph), Aquiles Andrade; o subprefeito do Centro, Jéfferson Viégas; os secretários municipais de Turismo, Socorro Araújo; de Educação, José Cursino Raposo Moreira; Urbanismo e Habitação, Mádison Leonardo Andrade; Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo; Administração, Mittyz Rodrigues; Criança e Assistência Social, Andréia Lauande; Trânsito e Transportes, Israel Pethrus; Roberto Rocha Junior, representando o senador Roberto Rocha; e a vereadora Concita Pinto.

A Praça das Mercês ocupa uma área de 12 mil metros quadrados e foi concebida como um espaço aberto para a realização de pequenos eventos e apresentações culturais. A praça transformou o paisagismo urbano do Centro Histórico, proporcionando uma nova configuração de acesso à área. O superintendente do IPHAN no Maranhão, Maurício Itapary, afirmou que a nova praça resgata um espaço que fez parte da história da cidade, mas estava abandonado.

“Esta região foi área de atraque de navios por um longo tempo desde os primeiros anos da cidade, mas com a expansão de São Luís para além dos limites do Centro se tornou apenas um terreno baldio. Agora, ela foi revitalizada e volta a fazer parte do dia a dia da nossa capital, ganhando nova função urbana por meio da implantação desta praça e seus equipamentos de lazer, esportivos e do novo paisagismo”, ressaltou.

O gerente de Implantação de Projetos da Vale, Felipe Asfora, informou que a construção da praça reforça as políticas da empresa de contribuir para o desenvolvimento das cidades onde ela atua. “Por meio desta parceria firmada entre a Vale, o IPHAN e a Prefeitura nós recuperamos uma área abandonada, entregando uma praça totalmente equipada que certamente contribuirá para o desenvolvimento da comunidade do entorno e o turismo da cidade. Este é mais um projeto da Vale para valorizar o Centro Histórico, que é um dos maiores patrimônios da cidade”, disse.

PRAÇA DAS MERCÊS

O espaço conta com área arborizada para lazer e descanso, canteiros ajardinados, bancos, equipamentos de ginástica para idosos e pessoas com deficiência, quadra poliesportiva, pista de skate, estacionamento de ônibus de turismo e de veículos, eixo de ligação entre o Centro e o estacionamento, mirante, posto da Guarda Municipal, acessos de pedestres à praça e acessibilidade universal.

A Praça das Mercês foi construída em espaço que no inicio da fundação de São Luís foi usado para atracamento de navios negreiros. Por causa desse aspecto histórico, o logradouro terá, entre seus elementos, um memorial alusivo à contribuição dos povos africanos para a cultura maranhense e brasileira. Por ora, os oito painéis do memorial estão sendo usados para uma campanha de incentivo à valorização e preservação do patrimônio já que a praça está inserida no conjunto tombado pelos governos estadual e federal.

O vice-prefeito, Julio Pinheiro, ressaltou que toda a cidade passa por uma importante transformação ao longo da gestão. “O Centro de São Luís respira novos ares com todas as obras executadas para recuperar o patrimônio histórico e espaços tradicionais. Assim como o Centro, todos os bairros de São Luís estão sendo transformados com investimentos importantes como asfaltamento, drenagem, praças e muitos outros para melhorar a vida da populacão”, afirmou.

Para os moradores do entorno, a nova praça traz muitos benefícios. Conceição de Maria Dutra da Paixão mora há 62 anos na Rua da Palma, bem próxima ao local, e aprovou o espaço. “Aqui era apenas um terreno abandonado. Era até perigoso para a gente. Agora está a coisa mais linda. É um benefício muito grande para todos os moradores do Centro. Eu vou vir todos os dias me exercitar na academia do idoso”, afirmou.

Maria da Graça Teixeira de Araújo é moradora do bairro Bequimão, mas frequenta sempre o Centro e aprovou o novo local de descanso. “Aqui era só um terreno alagado, mas agora é uma área bonita. Sempre que eu vier ao Centro vou parar aqui para descansar e admirar a paisagem”, comentou.

RECUPERAÇÃO DO PATRIMÔNIO

A Praça das Mercês também se soma ao conjunto de obras executadas ao longo da gestão do prefeito Edivaldo que estão recuperando o patrimônio histórico de São Luís, preservando a memória da cidade e enriquecendo o título de Patrimônio Cultural Mundial que a cidade recebeu há 23 anos.

Por meio da parceria entre a Prefeitura de São Luís e o IPHAN foram feitas as reformas do Complexo Deodoro/Pantheon, Praça Pedro II, Praça Iara/Mãe d’Água, Rua Grande, Praça da Alegria e Praça dos Pescadores (Portinho).

Com investimentos próprios da Prefeitura por meio do programa São Luís em Obras foram reformados e entregues o Mercado das Tulhas, a Praça João Lisboa, Largo do Carmo, Rua de Nazaré e entorno, a Praça da Misericórdia, Largo de São João e casarão da Rua do Giz para abrigar a sede da Escola Municipal de Música (Emmus).

Após a inauguração da Praça das Mercês, o prefeito Edivaldo seguiu para a agenda de entregas do programa São Luís em Obras e inaugurou mais uma nova praça no bairro Parque Shalom.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: