Mercados, feiras, postos de saúde, praças e terminais de integração são desinfectados pela Prefeitura de São Luís como medida de combate à Covid-19

A desinfecção de espaços públicos tem sido intensificada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, mesmo com o atual regime de lockdown (bloqueio total de serviços não essenciais), em vigor por toda a Ilha e é uma das estratégias de combate à Covid-19 trabalhada pela Prefeitura de São Luís desde que o novo coronavírus se manifestou e fez vítimas na capital. Com o objetivo de minimizar os riscos de contaminação, o Comitê Gestor de Limpeza Urbana, que coordena a força-tarefa, já desinfetou mercados, terminais e pontos de ônibus e entornos de unidades de saúde da capital. Semanalmente, o órgão executa um cronograma diferenciado para atender a todos os pontos mapeados e considerados indispensáveis da higienização que vem sendo feita.

Entre os locais que já receberam o serviço esta semana estão os  mercados dos bairros Santa Cruz, Coroadinho, Turu e Vila Isabel; Feira do Mangueirão; além de pontos de embarque e desembarque de ônibus de diversas avenidas da cidade; em frente ao Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), na Jordoa, e também no Terminal de Integração da Cohama/Vinhais.

Os agentes dispõem de carros-pipas para a lavagem de superfícies dos locais com água e sabão, além de pulverizadores preparados com uma base composta por água e hipoclorito de sódio, produtos capazes de eliminar o coronavírus e outros micro-organismos que circulam nos ambientes. Os serviços que vêm sendo efetivados em São Luís são os mesmos adotados nas outras grandes cidades do país e do mundo. Espaços como o Viva Planalto Turu, Praça Irmã Gabriella Torselli, no bairro Santa Rosa e Posto de  Saúde do Turu também foram higienizados esta semana.

Além dos pontos de ônibus, a Prefeitura de São Luís também realiza a higienização dos terminais de integração da capital. Na segunda (11) e terça-feira (12), o Comitê Gestor de Limpeza realizou, por mais uma vez, desde o início da pandemia na cidade, a desinfecção do Terminal de Integração Distrito Industrial (BR) e Terminal de Integração da Cohama/Vinhais, e até sexta-feira (15) realizará a limpeza nos terminais da Cohab/Cohatrac, São Cristóvão e da Praia Grande, no Centro, nesta respectiva ordem.

Nesta semana, as equipes coordenadas pelo Comitê Gestor de Limpeza Urbana vão percorrer diversos bairros da capital, dando continuidade à atividade de desinfecção de pontos de embarque e desembarque de ônibus próximos à unidades de saúde, aqueles que recebem intenso fluxo de pessoas. Bairros como Calhau, Renascença, São Francisco, Vila Bacanga, Vila Izabel, Anjo da Guarda, Vila Mauro Fecury II, São Raimundo, João Paulo, Jordoa, Alemanha, Monte Castelo, Parque Vitória, Vila Luizão, Cidade Operária, Centro, Bequimão, Vinhais, Cohab, Cohafuma, São Cristóvão, Sítio Leal, Filipinho, Anil e Jaracati estão recebendo as equipes de limpeza para desinfecção das paradas, reduzindo o risco de contaminação nesses locais.

LIMPEZA DE ROTINA

A Prefeitura vem mantendo, por se tratar de serviço essencial à cidade, a rotina de serviços como coleta de lixo, capina, roçagem, pintura e conservação em geral dos espaços públicos da capital, que garantem o asseio de logradouros e, consequentemente, a saúde da população. Por isso, equipes de limpeza também estão mobilizadas no trabalho de capina e varrição em diversos espaços e avenidas da capital, especialmente nos grandes corredores de tráfego, como a Via Expressa e avenidas como João Pessoa, Kennedy e Alexandre Moura, Beira-Mar, Litorânea, Jerônimo de Albuquerque, Guajajaras e Rua do Outeiro, no Centro.

A coleta de lixo também foi uma das ações que tiveram de ser intensificadas neste período, possibilitando que as pessoas continuem embalando seus resíduos e deixando-os nos mesmos lugares de sempre, em dias e horários habituais. Serviços como o de varrição também estão sendo efetivados na Avenida M, no bairro Radional; Avenida Principal da Cidade Operária, Largo da Igreja Santo Antônio e Escola Modelo e Rua Barão de Itapary.

A Prefeitura enfatiza que no caso dos resíduos gerados por pacientes em isolamento domiciliar ou por quem lhe presta assistência, em caso suspeito ou confirmado de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), devem redobrar a atenção na hora de acondicionar os resíduos para coleta. Estes devem ser separados, colocados em sacos de lixo resistentes e descartáveis, fechados com lacre ou nó e não ocupar mais que 2/3 de sua capacidade, além de que, posteriormente, devem ser colocados em um segundo saco.

FIQUE POR DENTRO

A desinfecção dos espaços públicos é uma das medidas adotadas pelas grandes cidades do país e do mundo para conter a disseminação do novo coronavírus. Órgãos de saúde acreditam que o vírus tenha sobrevida de horas ou dias, a depender do ambiente, nas superfícies em que se fixam após serem liberados por meio das gotículas de saliva, ou secreção nasal, expelidas pelos pacientes que estão contaminados pela Covid-19, sejam eles sintomáticos ou não.

Uma parcela significativa dos casos, dizem os sanitaristas, deve-se à contaminação dos espaços onde há fluxo intenso de pessoas. A partir do momento em que uma pessoa toca alguma superfície infectada e leva a mão ao rosto, ela pode contrair o vírus que entra pelas mucosas da boca e do nariz e também pelos olhos. Daí a importância do rigor na intensificação da limpeza pela Prefeitura de São Luís dos logradouros públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: