Em entrevista à TV Mirante, Marquinhos destaca ‘surto de ganância’ das empresas de ônibus e defende prioridade na vacinação para rodoviários

Em entrevista ao Jornal Bom Dia, da TV Mirante, que foi ao ar na manhã desta sexta-feira (30), o vereador Antônio Marcos Silva – o Marquinhos (DEM), defendeu a volta das sessões presenciais, nas comissões e no Plenário da Câmara Municipal de São Luís, com a adoção de medidas para impedir o contágio pelo novo coronavírus e pediu a inclusão dos rodoviários no grupo de prioridades do Plano de Vacinação do Município contra a Covid-19.

De acordo com Marquinhos, a volta aos trabalhos legislativo que foi anunciada pelo presidente da Câmara, vereador Osmar Filho (PDT), para ocorrer na próxima segunda-feira (3), é uma decisão é acertada.

“Presencialmente, o trabalho flui de forma mais objetiva. É claro que os riscos da pandemia devem ser respeitados. Dessa forma, defendo o retorno desde que tomados os devidos cuidados”, afirmou.

Vacinação para rodoviários

Em relação à vacinação, o parlamentar sugeriu a inserção de cobradores e motoristas na categoria de prioridade do acesso aos imunizantes. Segundo ele, são mais de 5 mil profissionais que transportam, diariamente, quase 500 mil pessoas, em São Luís.

“Essas pessoas estão na linha de frente e correm sério risco. Dessa forma, defendo que motoristas de ônibus, cobradores, motoristas de táxi e também de aplicativos, sejam priorizados”, declarou.

Entrevistado pelo jornalista Clóvis Cabalau, no quadro Bastidores, Marquinhos também destacou um suposto ‘surto de ganância’ das empresas de ônibus que atuam na capital, cobrou intervenção do Poder concedente, para analisar a possibilidade de rompimento do contrato com as viações por descumprimento de obrigações, e fez uma avaliação dos 100 dias de gestão do prefeito Eduardo Braide (Podemos).

Foto: Reprodução/TV Mirante

Intervenção no Transporte

“Eles [empresários] estão desrespeitando a licitação do transporte e os trabalhadores. Há empresas que não pagam salário desde fevereiro. Além disso, tenho informação de que alguns ônibus velhos estão sendo reintegrados ao sistema”, disse o vereador, lembrando ainda que tem lutado contra o que, segundo ele, é um surto de ganância dos empresários do setor.

Marquinhos defende que a Prefeitura de São Luís chame os empresários e cobre pelo cumprimento do contrato. “A licitação visava melhorar o serviço. Quem está em casa sabe que nada mudou, fez foi piorar”, declarou.

A saída, para o vereador, é o fortalecimento da fiscalização. Ele pede que a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) seja mais firme em relação aos empresários. “Os empresários estão muito sedentos em lucrar e não querem investir. A prefeitura, por meio da SMTT, não pode permitir isso e a fiscalização é a melhor ferramenta”, completou.

100 Dias da Gestão de Braide

Em seu terceiro mandato de vereador, Marquinhos declarou que apoiou e votou em Eduardo Braide nas eleições de 2020. Apesar disso, ele fez algumas críticas em relação a atual gestão.

“Mesmo tendo votado no Braide, eu não posso concordar com tudo o que a prefeitura faz. A minha missão é contribuir com a cidade. Esses primeiros 100 dias foram focados na vacinação e se obteve os resultados. Mas, além disso, é preciso se voltar para outras áreas. Principalmente, na geração de emprego e renda. É preciso avançar em outras áreas. Só que ainda é cedo e eu acho que ele pode corrigir esse percurso”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: