Delegado Carlos Alessandro declara guerra a criminalidade, o zero um da SPCC mandou mais dez para a prisão

Desde que assumiu a Superintendência de Polícia Civil da Capital o Delegado Carlos Alessandro iniciou uma verdadeira maratona contra a criminalidade, nos últimos dias não houve trégua, e mais 10(dez) pessoas foram presas, as motivações são as mais diversas, principalmente por mandados de prisão que ainda não haviam sido cumpridos.

O ‘zero um'(comandante) da SPCC como é conhecido o Delegado Carlos Alessandro determinou a todas as equipes das delegacias da capital(delegados, investigadores e escrivães) que o trabalho tem que ser incessante e de resultados, que investigações fossem otimizadas, mandados de prisão cumpridos e criminosos colocados em seu devido lugar, na prisão.

Na quinta-feira dia 12, por volta das 12:00 horas, a Polícia Civil através da Superintendência de Polícia Civil da Capital efetuou a prisão em flagrante de Paulo Roberto Santos Lima, 20 anos, após ter sido encontrado no interior de sua residência situada no Residencial Saramanta, local conhecido como Morro do Urubu em São José de Ribamar, MA, 217 (duzentos e dezessete) ‘buchas’ de substância vegetal esverdeada, popularmente conhecida como maconha e 60 (sessenta) pedras de substância sólida de cor amarelada, popularmente conhecida como ‘crack’, todas já embaladas para a comercialização. Durante a lavratura do auto de prisão em flagrante, o investigado confessou o cometimento do crime tendo informado que cada ‘bucha’ de maconha seria vendida pela quantia de R$ 5,00 (cinco reais), enquanto que cada pedra de crack seria vendida a R$ 10,00 (dez reais). O autor já havia sido foi indiciado na delegacia da Cidade Operária por 02 (dois) assaltos realizados na região da Maiobinha, São José de Ribamar, MA.

Após longa investigação, policiais civis do 15° Distrito Policial do São Raimundo, efetuaram a prisão de Tailson dos Santos Silva, o Romano, suspeito da prática de homicídio qualificado. Tailson dos Santos é suspeito de integrar a facção criminosa denominada Comando Vermelho e, acatando ordens da facção, ter participado do homicídio de Ernandes Barbosa Silva, o Juninho. Apesar de integrar a mesma facção, a vítima foi alvejada com diversos disparos de arma de fogo após ter sido encontrado em seu aparelho celular uma foto sua fazendo símbolo de facção rival, fato ocorrido no bairro São Raimundo em junho de 2018. Após o cumprimento da prisão, Tailson dos Santos foi encaminhado ao Sistema Penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Superintendência de Polícia Civil da Capital, através de policiais do 15° Distrito do bairro São Raimundo, efetuaram a prisão de Carlos Gomes Eugênio, ele foi condenado definitivamente pela prática de homicídio qualificado a 13 anos e 9 meses de prisão em julgamento realizado pela 4° Vara do Tribunal do Júri de São Luís. Após o cumprimento da medida, Carlos Gomes Eugênio foi encaminhado ao Sistema Penitenciário, onde iniciará o cumprimento da pena.

Também na quinta-feira dia 12, por volta das 17:30 policiais da Superintendência de Polícia Civil da Capital, deram cumprimento, a prisão de Petros Erkcs Homem dos Santos, que tinha um Mandado de Prisão por sentença definitiva, a uma pena de 12 anos de reclusão, expedido pela 3° Vara do Tribunal do juri. O autor, integrante de facção criminosa, tinha um desafeto de infância, a vítima, Thiago Gonçalves dos Serra, e no dia 19 de agosto de 2014, por volta das 20:00, o encontrou na Avenida Santiago, no bairro Vila Vitória, e sem qualquer hesitação, efetuou vários disparos de arma de fogo, em uma atitude insperada que impossibilitou a defesa de Thiago Gonçalves, que morreu pelos ferimentos a bala. Logo após o cumprimento da prisão definitiva Petros Erkcs foi encaminhado para triagem de Pedrinhas onde está cumprindo a pena pelo homicídio da vítima Thiago, e ficará à disposição da justiça.

Por determinação da Superintendência de Polícia Civil da Capital -SPCC, policiais do 4º Distrito Policial do Vinhais, deram cumprimento na manhã do 12, a mandado de prisão, expedido pela Central de Inquéritos, os alvos Drianne Iris Regis dos Anjos dos Santos e Cleysson Boas. Os investigados são suspeitos de terem participado de um roubo na igreja do Cohafuma, na capital maranhense, durante reunião de Narcóticos Anônimos, no dia 21 de maio deste ano, por volta das 21 horas. Após a adoção dos procedimentos legais, os conduzidos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição da justiça.

Policiais da Superintendência de Polícia Civil da Capital – SPCC, 4° Distrito Policial, com o apoio da Delegacia de Roubos e Furtos -DRF, prenderam em flagrante, no final da tarde da sexta-feira(13), membros de associação criminosa, especializada na modalidade de roubo, conhecida como “saidinha bancária”. As prisões decorreram de investigações voltadas a essa modalidade delituosa, um vez que os conduzidos são suspeitos de praticarem vários crimes de mesma natureza na capital maranhense.

Durante a operação, foram presos: Rafael Anderson da Silva Pereira(PA), Erivaldo Alvez Felix(CE), Ivando Pereira da Silva(PA) e Eduardo Alan da Costa e Silva(PA), quando ainda estavam de posse de uma pistola, calibre 380, marca Taurus, empregada durante os delitos praticados. Os investigados são suspeitos de praticarem roubos também nos Estados do Ceará e Pará. Ficou ainda evidenciado que Rafael Anderson da Silva é o líder do grupo criminoso, o qual ainda possui mandado de prisão em decorrência de condenação definitiva no Estado do Pará pela prática do crime de roubo qualificado. As vítimas já identificaram os autores por prática de crime de roubo cometido em São Luís. Após os procedimentos policiais, os indiciados foram encaminhados ao Complexo Penitenciário, onde permanecerão à disposição justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: