Teto de escola da rede estadual recentemente reformada desaba em Açailândia

Na manhã desta terça-feira (3), alunos do Centro de Ensino Antônio Carlos Beckman, no município de Açailândia, foram surpreendidos com o desabamento de parte do teto do colégio.

Em vídeos que circulam nas redes sociais os alunos dizem que é comum jogarem tênis de mesa no local, a última vez foi na segunda-feira(2).

 

A escola estadual é a segunda maior unidade de ensino pública e a mais antiga da cidade, com cerca de 30 anos de construção, mas foi reformada em 2017, quando o Governo do Estado entregou o colégio após uma reforma completa, com reparos na parte elétrica, hidráulica, piso, fachada e revisão no telhado.

Devido ao incidente, as aulas do serão suspensas sem previsão de retorno, para que os responsáveis possam fazer uma vistoria nas demais áreas da escola e também consertar os danos.

Chama atenção, que essa não foi a primeira escola da rede estadual em que o teto caiu na cidade de Açailândia, na madrugada do dia 21 abril de 2019 uma situação parecida aconteceu na Escola Estadual Mary Dalva onde teto também desabou. Nas redes sociais alunos e munícipes de Açailândia não perdoaram e fizeram criticas ao governo do estado por mais esse fato grave. O desabamento do Centro de Ensino Antônio Carlos Beckman poderia ter se tornado uma grande tragédia

 

 

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) afirmou que o Corpo de Bombeiros foi acionado e uma equipe da Secretaria vai fazer o levantamento da situação e tomar as providências cabíveis. Em nota o Corpo de Bombeiros do Estado do Maranhão atribuiu o desabamento do teto da escola a uma cobertura improvisada.

Veja a íntegra da nota:

Nota dos Bombeiros sobre o CE Antônio Carlos Beckman

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão informa que vistoria feita nesta terça-feira (3) identificou que a queda de parte da estrutura do telhado no pátio do Centro de Ensino Antônio Carlos Beckman, em Açailândia, foi provocada pela cobertura improvisada realizada pela própria gestão da escola, sem acompanhamento técnico, em 2018. O prédio foi reformado pelo Governo do Estado em 2017, um ano antes do improviso feito pela direção. O Corpo de Bombeiros informa ainda que as demais estruturas não apresentam nenhum risco e, após limpeza, o local foi liberado para funcionar normalmente. A queda da cobertura improvisada na manhã desta terça-feira não deixou vítimas.

Fonte: imiranteAtual10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: