Projeto milionário do BRT, entre Olho d’Água e Araçagi, virou um simples “Corredor Cinza” de ônibus

Por Maranhão Hoje – Aquiles Emir

Foram cerca de quatro anos de serviços e uma soma milionária num investimento fracassado, mas o Governo do Estado dará, finalmente, uma destinação ao projeto do BRT, aquele que seria a maior obra estruturante de Flávio Dino (PSB) em sete anos de governo, na Ilha de São Luís. A partir deste sábado (22), o trecho da MA-203, entre Olho d’Água, em São Luís, e Araçagy, em Paço do Lumiar, será liberado para circulacao de ônibus, uma solução bem modesta frente ao que foi anunciado e “investido”.

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), responsável pelo projeto mal sucedido, anunciou as mudanças no trânsito da região, nesta quinta-feira (20).

De acordo com o comunicado, os ônibus do sistema de transporte coletivo que passam pela rodovia irão trafegar, exclusivamente pelo pavimento rígido, também chamado de “corredor cinza”. Trata-se do pavimento especial criado para suportar o BRT.

Com essa alteração, haverá mudanças também para os usuários do transporte coletivo que utilizarão novos abrigos.

Os usuários utilizarão as seguintes paradas de ônibus: o primeiro em frente ao Marista, o segundo em frente a UPA do Araçagy, o terceiro próximo ao Center Lar e o quarto em frente ao antigo Retorno do Berro.

A mudança, segundo a MOB, faz parte da primeira fase das obras de requalificação da MA-203. Sequencialmente, as demais etapas do projeto serão continuadas. “A alteração irá trazer mais comodidade para todos, diminuindo o tempo das viagens, com abrigos seguros e mais agilidade ao trânsito nessa área”, diz o comunicado,  sem mencionar o projeto anterior.

Para que se tenha ideia, o projeto do BRT implicaria na utilização de duas avenidas – Holandeses e Litorânea- que teriam sentido único. No retorno do quartel da Polícia Militar haveria uma estação de integração com o sistema de transporte da capital e ao longo dos dois corredores, ciclovias, pistas de cooper, paradas etc. Nada disso será possível, apesar da promessa de que estaria concluído em dezembro de 2018.

Expresso do Trabalhador – A alteração no trânsito da região também acontece para beneficiar os usuários do transporte coletivo da região que, em breve, serão contemplados com a implantação do Programa Expresso do Trabalhador, ônibus gratuito que irá atender os moradores, trabalhadores da região do bairro Araçagy, Vila Luizão e adjacências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: