Prefeitura de São Luís intensifica ações de limpeza em toda a cidade reforçando o combate ao novo coronavírus

Com o objetivo de conter a proliferação do novo coronavírus (Covid-19) na capital, a Prefeitura de São Luís tem realizado frentes de limpeza em vários espaços públicos, além de outras medidas essenciais, seguindo as recomendações de órgãos de saúde nacional e internacional. Mercados, ônibus e pontos de embarque e desembarque de transporte urbano – ambientes por onde há circulação de pessoas mesmo com a suspensão do funcionamento de diversos setores pela cidade – estão sendo higienizados diariamente para evitar mais pessoas contaminadas pelo vírus em São Luís.

Outra atividade primordial neste momento é a coleta de resíduos sólidos, que segue normalmente o cronograma estabelecido pelo Comitê Gestor de Limpeza Urbana, além dos serviços de capina que estão sendo realizados. O pacote de serviços envolvendo saúde e limpeza é uma iniciativa do prefeito Edivaldo Holanda Junior a fim de garantir o bem-estar da população.

De acordo com o prefeito Edivaldo, as medidas que vêm sendo tomadas em relação ao novo coronavírus na capital são, agora, prioridades neste momento, por entender que o combate preventivo à doença é a melhor forma de passar por essa pandemia sem maiores consequências. “Manter a cidade e outros espaços limpos, como o transporte urbano, é uma media importante contra o coronavírus. As medidas que temos tomado são para reduzir o risco de contaminação, principalmente de quem continua circulando pela cidade por causa do trabalho que é considerado essencial. Aos outros, a orientação é para que permaneçam em casa neste momento”, destacou o prefeito.

Seguindo determinação da Prefeitura de São Luís, as empresas que prestam serviço de transporte na capital intensificaram a limpeza dos ônibus. O Decreto Municipal Nº 54.890 recomenda que as empresas que prestam os serviços de transporte urbano mantenham uma rotina diária de limpeza dos veículos nas áreas de contato dos passageiros como barras, portas, janelas etc., tarefa a ser realizada desde a primeira viagem da manhã.

A limpeza deve ser feita com água e sabão ou álcool em gel a 70% para preservar a saúde das mais de 550 mil pessoas utilizam o transporte coletivo em São Luís. O serviço passou a ser realizado no último dia 18 e está a cargo das equipes profissionais das empresas que detêm a concessão do transporte público.

Dos serviços que não puderam ter o funcionamento suspenso por ser considerado essencial estão os mercados municipais. A comercialização de frutas, verduras e outros produtos necessários para alimentação das famílias continua, mas sob ainda mais cuidado da Prefeitura de São Luís. A higienização destes espaços já era uma prioridade das equipes de limpeza da gestão do prefeito Edivaldo antes da pandemia do coronavírus, mas agora os serviços foram reforçados para combater a circulação do vírus e a permanência dele por espaços que não podem ser fechados.

Nestes mercados, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) e do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, tem realizado lavagem do passeio interno e de outras superfícies onde o vírus pode ficar alojado. “Com esse trabalho, determinado pelo prefeito Edivaldo, a população pode ficar ainda mais tranquila em adquirir e consumir alimentos comercializados nesses estabelecimentos”, frisou o titular da Semapa, Émerson Macêdo.

A gestão do prefeito Edivaldo também adotou como medida para o combate do Covid-19 a higienização de pontos de embarque e desembarque de ônibus, localizados nas avenidas de São Luís. Mesmo com o funcionamento suspenso de vários setores pela capital, muitas pessoas ainda continuam circulando – entre profissionais dos serviços essenciais e pessoas que precisam cumprir com outros compromissos de extrema necessidade.

A higienização desses espaços está sendo realizada pelo Comitê Gestor de Limpeza Urbana que tem mantido, dentre outros serviços, a coleta regular de lixo pela cidade. “Por determinação do prefeito, precisamos intensificar as ações de limpeza urbana. Com isso, passamos a realizar a desinfecção de áreas públicas onde há maior circulação de pessoas, principalmente os abrigos de ônibus, em atenção especial àqueles que ficam próximos a unidades de saúde”, destacou a presidente do Comitê, Carolina Estrela.

MAIS LIMPEZA

A desinfecção de áreas públicas, por meio de lavagem, também tem sido realizada no entorno de hospitais, assim como em ruas e perímetros de bancos. A coleta de lixo também foi uma das ações que tiveram de ser intensificadas neste período, possibilitando que as pessoas continuem embalando seus resíduos e deixando-os nos mesmos lugares de sempre, em dias e horários habituais.

A Prefeitura enfatiza que no caso dos resíduos gerados por pacientes em isolamento domiciliar ou por quem lhe presta assistência, em caso suspeito ou confirmado de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), devem redobrar a atenção na hora de acondicionar os resíduos para coleta. Estes devem ser separados, colocados em sacos de lixo resistentes e descartáveis, fechados com lacre ou nó e não ocupar mais que 2/3 de sua capacidade, além de, posteriormente, será colocado em um segundo saco.

Além dos serviços essenciais intensificados neste momento de enfrentamento ao Covid-19, diversas outras atividades comuns para manter a cidade em estado de conservação continuam sendo realizados, como roçagem e capina de canteiros e outros espaços. Nesta semana, a Prefeitura de São Luís distribuiu suas equipes de limpeza por diversas regiões da cidade para manter conservadas as ruas e avenidas. A capital ainda vive o período chuvoso e a conservação de espaços propícios para o crescimento da vegetação é uma preocupação da gestão do prefeito Edivaldo.

Também integra as ações de limpeza da cidade a implantação de 10 mil novas lixeiras por São Luís para evitar o descarte irregular de lixo e outros transtornos pela cidade, como o entupimento de bueiros por resíduos, o que impossibilita o escoamento da água, causando alagamentos e a favorecendo proliferação de doenças. As novas lixeiras que estão sendo instaladas nas principais avenidas e espaços públicos da capital têm um formato tubular e sem tampa, mais acessível à população.

Os novos equipamentos que irão compor vias e demais espaços da capital possibilitarão, também, que São Luís avance, ainda mais, no próximo ranking do Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), que realiza uma avaliação sobre a gestão dos resíduos sólidos das cidades brasileiras com mais de 250 mil habitantes. Com os últimos feitos da Prefeitura de São Luís, a cidade conseguiu elevar a taxa de recuperação de matérias recicláveis de 0,46% para 5,44%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: