Prefeito Edivaldo Holanda Júnior anuncia e comenta a Feira do Livro de São Luís 2019

Por Edivaldo Holanda Junior – Prefeito de São Luís

Entre tantas riquezas que esta cidade acumulou nos seus 407 anos de história, que serão completados no próximo domingo, uma das mais representativas é a literária, o que inclusive nos rendeu o título de Atenas Brasileira. Para que essa forte característica continue em evidência, a Prefeitura realiza anualmente a Feira do Livro de São Luís (FeliS), maior evento literário do Maranhão. Esta semana anunciei a realização da sua 13ª edição, que ocorrerá de 11 a 20 de outubro no Multicenter Sebrae.

A Feira do Livro é parte do calendário da cidade e todos os anos é aguardada ansiosamente pelos livreiros e escritores, por agregar um valor inestimável à produção literária local, e pela população, que tem fácil acesso ao que está sendo produzido no setor dentro e fora do país. E são por esses motivos que o público só cresce, mobilizando estudantes de todas as idades, intelectuais, famílias inteiras e todos que apreciam o mundo da leitura. Somente na edição do ano passado, foram cerca de 160 mil visitantes durante os 10 dias de programação, com cerca de 150 mil livros expostos de mais de 300 editoras e com mais de 500 atividades.

A realização de uma feira literária com essa grandiosidade é uma oportunidade ímpar de trazer para São Luís autores de renome nacional e promover uma série de atividades como lançamento de livros, palestras, rodas de conversa, conferências, seminários, plenárias, sessões de cinema, bate-papo literário, workshop, oficinas e minicursos, intervenções artísticas, espetáculos teatrais, performances poéticas, contações de histórias, apresentações culturais, exposições e visita de escritores a escolas da rede pública.

Neste ano, mais uma vez a Feira do Livro será realizada no Multicenter Sebrae, espaço amplo que oferece comodidade aos visitantes. Para esta edição, estamos montando mais uma vez uma programação muito especial, com cerca de 600 atividades gratuitas e mais de 70 estandes de comercialização de livros. O patrono será Aluísio Azevedo, escritor nascido em nossa cidade, autor de obras marcantes da literatura brasileira, como O Mulato, datada de 1881. Ele se junta aos homenageados nos anos anteriores, como Graça Aranha, Maria Firmina dos Reis, Gonçalves Dias e Nauro Machado, entre outros importantes nomes da literatura não apenas brasileira, mas também mundial.

A FeliS soma-se a todos os nossos esforços de incentivar diariamente a leitura em São Luís, com ampliação nas escolas do número de bibliotecas, minibibliotecas e girotecas, e a realização de atividades como os cantinhos da leitura, onde são disponibilizados exemplares infanto-juvenis e são realizadas rodas de leitura como forma de incentivar a prática dentro das unidade escolares e fora delas. Temos colhido frutos importantes desses investimentos, como a conquista do Troféu Baobá de Literatura, que reconhece nacionalmente iniciativas e personalidades que fortalecem as artes literárias e narrativas, contribuindo para a valorização do livro e o gosto pela tradição oral.

Para além da característica pedagógica, a Feira do Livro de São Luís também se insere em uma cena cultural que há décadas esta cidade não vivenciava, onde todas as vertentes musicais, a poesia, a literatura, o teatro, entre outras, passaram a fazer parte do cotidiano do ludovicense. O evento se torna mais um importante espaço que a minha gestão tem ocupado com arte, cultura e entretenimento para todos. E é nesse clima de democratização do acesso à cultura, arte e ao conhecimento que estamos empenhados na realização de mais esta edição da FeliS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: