Polícia Federal prende cinco Nigerianos clandestinos por suposto ato de colocar em perigo navegação marítima

A Polícia Federal informou, por meio de nota, que efetuou a prisão em flagrante de cinco nigerianos que estavam clandestinamente embarcados num navio que atracou hoje (18) em São Luís.

Segundo o comunicado, a conduta enquadra-se na prática, em tese, do crime previsto no artigo 261 do Código Penal Brasileiro: “Expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos”

Ainda de acordo com a nota da PF, os cinco clandestinos impediram a aproximação do prático, responsável pela manobra de atracação do navio no terminal portuário.

Segundo a Capitania dos Portos, o grupo viajava clandestinamente e foi achado na máquina do leme. “Eles foram encontrados antes do navio atracar no Maranhão e hoje não estavam deixando o pratico [profissional que assessora o atracamento do navio] subir para fazer a manobra de atracação”, afirmou o capitão de Mar e Guerra, Marcio Ramalho Dutra.

 

 

O navio Hawk I tem bandeira das Ilhas Marshall e transporta cobre. A embarcação havia atracado em Lagos, na Nigéria, antes de chegar ao Maranhão, mas chegou vazio. Após o caso, o navio ficou retido próximo ao Porto do Itaqui para investigações, mas será carregado de cobre e seguirá viagem para Porto Huelva, na Espanha.

Fontes G1 e Gilberto Léda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: