Operação Resgate retira cinco dependentes químicos da “Cracolândia” no Mercado Central

Realizada mais uma Operação Resgate na maior “Cracolândia” de São Luís (MA), região do Mercado Central. A ação foi promovida pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria com o Centro de Atenção Psicossocial de atendimentos a álcool e drogas (CAPS AD) Estado e a Delegacia do Costumes e Diversões Públicas (DCDP). Durante a operação cinca dependentes químicos em situação de rua aceitaram tratamento: três deles foram encaminhados para a Central de Acolhimento e dois para o CAPS AD Estado.

O coordenador geral da CAPS AD Estado, Marcelo Soares Costa, disse que a ação, a segunda este ano no local, é uma meta do projete de acabar com a Cracolândia que existe na região do Mercado Central. “A região do Mercado Central ainda é endêmica na cidade, quanto ao agrupamento dessas pessoas em condição de rua, que fazem o consumo diário de drogas e álcool, tanto drogas lícitas e ilícitas. A nossa ideia é, junto com a Secretaria Municipal de Saúde, fazer uma aproximação desse público, por meio do café da manhã, para levar recursos as eles. A quinta Operação Resgate faremos em um terminal rodoviário”, disse.

Durante a operação resgate 323 pessoas receberam consultas clínicas, teste de glicemia, aferição de pressão, testes rápidos de HIV, sífilis e hepatite, atendimento social pela Semcas (Secretária Municipal de Criança e Assistência Social), exames laboratoriais e também é oferecido café da manhã no intuito de facilitar a aceitação dos exames.

O levantamento feito pelo CAPS AD, envolvido na Operação Resgate, revela que a maioria dos usuários nas ruas da capital é homem, entre 20 e 40 anos, dependente de álcool ou crack.

O CAPS AD é destinado ao atendimento diário, com assistência clínica, acompanhamento e reabilitação psicossocial de usuários com transtornos mentais decorrentes do uso de álcool e drogas. O CAPS AD é um serviço de saúde aberto ao público, oferecido pelo Sistema Único de Saúde.

Dentre os serviços disponibilizados, estão o atendimento individual e em grupo, os tratamentos medicamentoso e psicoterápico, orientação familiar, atividades comunitárias, oficinas e visitas domiciliares. O CAPS estima atender a, aproximadamente, 100 pacientes por dia. O CAPS possui uma estrutura física com refeitório, banheiros, salas de atendimento da equipe de saúde e de terapia de grupo, adequadas ao atendimento diário deste quantitativo, explicou.

O CAPS AD está situado na Rua Conde D’Eu, s/n, no bairro do Monte Castelo e funcionará de segunda a sexta-feira, das 8 às 18h, atendendo demanda espontânea.

 

Por Márcio Henrique

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: