Notícias

“Grande dia”, diz Aluisio Mendes sobre o fim das saidinhas de presos

O deputado federal licenciado, Aluisio Mendes (Republicanos), que já atuou como secretário de Estado da Segurança Pública do Maranhão, comemorou em seu perfil em rede social a aprovação do projeto de lei na Câmara dos Deputados que acaba com as saídas temporárias de presos em feriados e datas comemorativas.

A peça já havia passado pela análise da Câmara, mas voltou à votação em Plenário porque sofreu modificações no Senado. Caberá agora ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionar ou vetar a lei.

Caso Lula opte pelo veto, o Congresso Nacional poderá derrubar o veto e validar a nova legislação das saídas temporárias.

“Grande dia. Acaba de ser aprovado na Câmara dos Deputados o fim das saidinhas dos criminosos. O projeto agora vai à sanção presidencial”, pontuou.

Em uma outra rede social Aluisio Mendes comentou também, “Um importante passo para o combate ao crime no Brasil! O projeto que acaba com a saidinha de presos, defendido amplamente pelo @kimkataguiri e relatado pelo deputado federal, @guilhermederrite, foi aprovado na Câmara dos Deputados e irá para sanção presidencial.

Essa vitória é fruto de um trabalho articulado que priorizamos desde 2022, quando na presidência da Comissão de Segurança avançamos muito a tramitação do fim da saidinha, PEC que estava parada na Câmara há mais de 5 anos. Parabéns a todos que trabalharam por essa importante vitória para a população brasileira! “

Ao realizar a matéria na Câmara, os deputados mantiveram a alteração feita no Senado que permite a saída temporária apenas de presos para frequentar curso profissionalizante, de ensino médio ou superior, exceto aos condenados por crime hediondo ou crime praticado com violência ou grave ameaça à pessoa.

Essa saída temporária durará apenas o necessário para o cumprimento das atividades discentes.

A legislação atual prevê a saída temporária, conhecida como “saidinha”, para condenados no regime semiaberto. Eles podem deixar a prisão cinco vezes ao ano para visitar a família em feriados, estudar fora ou participar de atividades de ressocialização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *