Notícias

VÍDEO | Fernando Braide cobra fim da precariedade na educação maranhense

Na data em que os povos indígenas são homenageados no Brasil – 19 de abril – a educação maranhense foi pauta de matéria veiculada nacionalmente, mostrando as condições precárias de escolas indígenas no interior do estado. O assunto foi exposto pelo deputado estadual Fernando Braide durante discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (23).

“Semana passada foi comemorado o Dia dos Povos Indígenas mas, infelizmente, a matéria que repercutiu foi da educação do nosso estado, em uma reportagem que mostrou, de fato, a realidade precária de educação indígena no Maranhão. Tem escola, inclusive, que é mais do que vergonha. Só uma barraca de pau e palha para as crianças estudarem, sem a menor condição de ter um bom ensino”, argumentou Fernando Braide.

 A reportagem, veiculada pela Rede Globo, mostrou as condições de escolas nas aldeias Borges, Faveira, Juçaral, Chapadinha e Mucura, localizadas na Terra Arariboia, onde alguns dos espaços apresentam estado de abandono.

Para Fernando Braide, é possível reverter a situação investindo recursos do Fundef – que conta com verbas específicas para a manutenção e desenvolvimento do ensino – na reforma e construção de escolas, garantindo condições básicas para a educação digna.

“Não é à toa que o Maranhão, até hoje, apresenta um dos piores indicadores socioeconômicos do nosso país, porque não é investido adequadamente na educação e recurso não é mais desculpa, só falta, agora, vontade”, apontou o parlamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *