Entrada do PDT na campanha de Neto coloca o candidato do DEM em outro patamar

O pré-candidato a prefeito de São Luís pelo DEM, deputado Neto Evangelista, terá que esperar até maio para ter seu nome aclamado por dirigentes e militantes do PDT. O partido iria realizar sua convenção dia 28 de março para referendar o acordo fechado pelas direções nacionais dos dois partidos, mas resolveu adiar sua convenção para maio por conta da pandemia do novo coronavírus.

O acordo definido pelas cúpulas dirigentes, em Brasília, que seria reafirmado este mês pela convenção local teve que ser adiado por conta das recomendações das autoridades sanitárias para evitar aglomerações, o que provocou o adiamento para maio quando a situação, provavelmente, já deverá está sob controle.

A entrada oficial do PDT na campanha de Neto, sem dúvida, representa um substancial reforço e o coloca o candidato em outro patamar, a final passará a contar com uma militância aguerrida, acostumada ao contato direto com as comunidades e com presença em quase todos os bairros da cidade, algo que falta à concorrência.

Historicamente, a militância pedetista sempre teve papel essencial nas sucessivas vitórias do partido na capital e ainda reelegeu o prefeito Edivaldo Holanda Junior, que até o momento ainda não declinou seu apoio a nenhum dos candidatos, mas deverá seguir a orientação partidária.

Além dos pedetistas, o candidato do DEM tentar atrair para sua aliança outros partidos e manter conversações com seus dirigentes. O deputado Roberto Costa, por exemplo, na falta de um nome forte no MDB para concorrer em condições de igualdade não descarta apoiar Neto. Existe ainda a possibilidade do PSL engrossar a coligação, mas tudo ainda está no campo das conversações.

Quem anunciou o que já era dado como certo nos bastidores da sucessão foi o vice-presidente, prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier, durante encontro com correligionários na última sexta-feira, o que deixou o candidato ainda mais otimista com a possibilidade de um boa performance no pleito de outubro próximo quando estará em jogo o comando do municípios pelos próximos quatro anos.

Por Jorge Vieira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: