Deputado Wellington é vítima de ataques covardes e fake news praticados por ex-funcionários do PROCON

Na manhã desta terça-feira (10), o deputado estadual Wellington do Curso expôs um relatório de investigação sobre perfis fakes que atacaram o parlamentar por meio das redes sociais desde 2018. O relatório se baseia em investigações da Polícia Federal e apontam ex-funcionários do PROCON como titulares do e-mail em que a conta dos fakes no Instagram foi registrada.

A investigação aponta ainda que um dos ex-funcionários do Procon, que era casado com a proprietária da empresa cadastrada no e-mail dos fakes, atualmente é assessor parlamentar do deputado estadual Duarte Júnior, ex-diretor do Procon.

“Não trago aqui afirmações infundadas, mas sim o conteúdo oriundo de uma investigação, que está sob análise, inclusive, da Polícia Federal. Em 2018, na campanha eleitoral para deputado estadual, fomos atacados covardemente por perfis fakes que divulgavam notícias mentirosas e tentavam ridicularizar a nossa imagem. A investigação aponta que quem coordenava isso eram dois funcionários do Procon, na época. Atualmente, um deles segue como assessor do deputado Duarte Jr., na época diretor do Procon. Pedi esclarecimentos na Assembleia Legislativa, mas não houve qualquer posicionamento. As i8nvestigações seguem pela Polícia Federal e esperamos que, em breve, sejam punidos. Esse jogo baixo e sujo não combina com o meu trabalho que sempre foi sério e independente em defesa da população”, disse Wellington.

 

ENTENDA O CASO:

Na rede social Instagram, foi criado um perfil fake fake chamado “Wellington Discurso” em que divulgavam montagens com a imagem e mentiras sobre o deputado Wellington do Curso. O parlamentar ingressou na Justiça para que a página fosse removida e para que identificassem os IP’s para saber de onde vinham as postagens, ou seja, de quem era a autoria do fake.

A Justiça encaminhou os IP’s e verificou-se que o e-mail em que a conta fake foi registrada era da Viva Criações. A proprietária da Viva Criações era a Christiane Portelada, que era a chefe da assessoria de comunicação do PROCON.

Thiago Rios é casado com a Christiane Portelada, a quem está vinculado o e-mail que registrou os perfis fakes que atacaram Wellington do Curso. Thiago Rios também era nomeado em cargo comissionado no PROCON e, atualmente, é nomeado no gabinete do deputado estadual Duarte Jr., ex-diretor do PROCON!

Ontem(09) na tribuna da assembléia o deputado Wellington fez um pronunciamento também muito contundente e com riqueza de detalhes de como aconteceram os ataques contra ele, veja:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: