Coragem – Adriano Sarney

Na política assim como na vida passamos por momentos difíceis e por momentos mais amenos. Sei da dificuldade que o meu grupo político passa no momento. Perdemos as eleições majoritárias. Não obstante, a vida é luta. A vida, assim como a política, é sacrifício pelo bem comum, é se doar.

Por isso, aceitei a convocação por aclamação unânime na última quinta-feira no Encontro Estadual do meu partido, o Partido Verde, realizado na Assembleia Legislativa, para minha pré-candidatura à Prefeitura de São Luis.

Poderia ter seguido a tradição que quase todos os parentes de políticos seguem no Maranhão e ter entrado na política cedo, aos 20 e poucos anos. Mas, fiz a opção pelos estudos. Fui convidado para assumir cargos estaduais e federais. Entretanto, sempre recusei, pois preferi estudar, me preparar. Não sou político profissional, sou administrador e economista, fiz carreira em empresas multinacionais e na iniciativa privada. Então, após concluir minha formação aos 34 anos e ter êxito na minha carreira profissional, decidi ajudar os meus conterrâneos, para cumprir a missão que me foi dada pela oportunidade que tive.

Assumi meu primeiro cargo público quando meu grupo saiu do poder. Dessa forma, comecei minha carreira política com o gratificante ofício de ser um político de oposição. Ou seja: por toda a minha vida eu tive a chance de ser aliado do poder mas não o fiz.

Pelas nossas andanças nos bairros constatamos ausência total do poder público. O que observamos é que a capital do Maranhão foi aprisionada em uma visão administrativa que se nega a acompanhar o desenvolvimento da história. Nossos grandes empreendimentos se resumem a asfalto, isso é muito revoltante!

É preciso modernizar São Luís. Meu intuito é debater a cidade, nossas vocações, nossas potencialidades, vamos atrair investimentos visando a geração de emprego e renda para finalmente termos a independência do empreguismo da máquina pública.

De peito aberto e cabeça erguida, contra todo o tipo de preconceito sobre nomes ou sobrenomes vão tentar me rotular, mas o destino e a coragem que Deus me deu não me impedirá de lutar por uma São Luis melhor para se viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: