Notícias

Carlos Lula critica aumento do subsídio do transporte público em São Luís

A Ilha de São Luís amanheceu sem transporte coletivo nesta terça-feira (6), devido à greve dos rodoviários, a pauta foi um dos principais assuntos na primeira sessão plenária do ano na Assembleia Legislativa. Na tribuna, o deputado Carlos Lula (PSB) questionou as greves recorrente nos últimos anos e o contínuo aumento do subsídio para o transporte público.

“Mais uma greve, a quinta em três anos. Hoje, os filhos de quem mais precisa estarão sem aula nas escolas, os hospitais estarão sem atendimento adequado e tudo isso é culpa de quem? Culpa do prefeito e dos empresários. É lamentável essa situação, uma greve que há cinco dias foi noticiada e simplesmente não se chegou a um acordo para evitar essa situação. E a Prefeitura, infelizmente, parece refém dos empresários, pois anunciou na noite de ontem mais subsídio para as empresas”, disse Carlos Lula.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (STTREMA), a decisão de parar o transporte coletivo aconteceu após o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) oferecer uma contraproposta com redução do valor do ticket alimentação, não assegurar a manutenção do plano de saúde e não ofertar qualquer percentual de reajuste nos salários. Por outro lado, a categoria quer garantir todos esses direitos.

O parlamentar complementou alertando para o aumento do subsídio no orçamento público municipal. “A previsão é do incremento de mais de R$ 23 milhões para subsídio de transporte. O que está acontecendo, para dar esse dinheiro inteiro para as empresas e ter os ônibus nessa condição? O transporte público em São Luís é péssimo, as pessoas andam em latas de sardinha, com calor, sem horário correto para os ônibus passarem, ao tempo que o município joga todos os anos mais dinheiro no setor, algo está errado e temos que investigar”, apontou Carlos Lula.

Projeto de Lei

Com o intuito de garantir mais segurança dentro dos coletivos, o parlamentar protocolou nesta terça-feira (6), um Projeto de Lei que, se sancionado, vai instituir a obrigatoriedade da instalação de um mecanismo de alerta no painel luminoso de ônibus de transporte coletivo intermunicipal no Maranhão.

“O objetivo desta medida é aumentar a segurança dos passageiros e motoristas desses veículos, que estão cada vez mais expostos à violência. Infelizmente, os assaltos a ônibus coletivos são uma realidade no Maranhão. O alerta será exibido no painel luminoso do ônibus, o que poderá advertir outros motoristas e pedestres sobre a situação”, explicou Carlos Lula.

De acordo com o PL, o sistema de alerta luminoso será composto por luzes tipo strobo automotivo, rotativo ou não, nas cores azul, verde ou branca, que devem ser instalados na lataria dos ônibus, longe das luzes de sinalização. A proposta também inclui a inserção de letreiro, quando acionado pelo motorista e/ou cobrador será emitida a mensagem “Socorro Assalto 190”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: